domingo, 30 de agosto de 2015

SOBRE A PSICOPATOLOGIA DA VIDA COTIDIANA





VITORIANA ERA

ELE FAZ A BARBA PENSANDO NELA
MATERNIDADE
BARRIGA DE SEUS FILHOS, HOMENS SE POSSÍVEL
DEIXA O BANHEIRO BAGUNÇADO
ELA ODEIA
DIVERSÃO E FARRA SÃO COM AS MULHERES DO BORDEL
MULHERES NÃO MATERNIDADE

ELA PENSA NA DESCULPA DE AGORA
ENXAQUECA? CANSAÇO?
DESVIA O OLHAR
SEXO É O MAL
SEXO FAZ MAL
TIRA A JUVENTUDE, TIRA A ENERGIA
É O QUE ENSINAVA A AVÓ
APESAR DO IMPULSO CRESCENTE
É FEIO O ORGASMO
ORGASMO É COISA DE MULHER INDECENTE
É O QUE ENSINAVA A AVÓ

ELE CHEGA COM UM SORRISO
NO MEIO DE TANTOS PANOS
FAZEM COITO REPRODUTIVO
E, APÓS RISADAS FORÇADAS,
ADORMECEM
UM E COSTAS PARA O OUTRO

E ELA
A SONHAR
SENDO UMA MULHER NÃO MATERNIDADE
PARA, AO ACORDAR,
CONFESSAR-SE COM O PADRE
REZANDO O TERÇO
E ARRUMANDO OS CHINELOS DELE

ELA O ODEIA