quinta-feira, 12 de julho de 2012

NOTÍCIAS DE LÍMBIA: NOTAS SOBRE A AUSÊNCIA DO HOJE



Alô Marcos... Olha, não estou aí amanhã!!! Desorganização, sabe né?!? Daria para você me analisar ontem?!?

Estar deitada é como sonhar acordada...
Cores... Muitas cores vão se misturando no quadro de minha cabeça.
As cores vão se juntando, formando uma serpente.
Sabe, fico sem saber quem teme quem... Eu temo a serpente, ou a serpente é que me teme?!?
Como?!?
A serpente é que me tem?!?
Aí a serpente acaba sendo Eu mesma!!!

Outro dia cruzei com ela, a serpente, andando de bicicleta!!! Muito interessante... De bicicleta, pode?!?

Às vezes realmente me canso de ter que carregar o mundo de todo mundo nas costas. A gente não devia fazer uma coisa dessas!!! Porra... É muito pesado!!!
Às vezes, nem Eu me aguento...

Estar deitada é como sonhar acordada...
Posso ficar ruborizada com as coisas que falo. Você pode me perceber ruborizada. É simples... Simplesmente pode, né?!?
Pode?!?

Fico a pensar no mundo desorganizado, apenas diferente do meu.
Fico a pensar no formato de agenda/calendário sem um "hoje"... Só ontem e amanhã... Sem hoje possível.
Talvez um dia nos encontremos hoje... Pode?!?


* DADOS CARTOGRÁFICOS: Límbia é Real sem existir em lugar algum. Faz-se justiça ao cartógrafo Fabio Herrmann que a define: "Isto é Límbia, terra da ficção verdadeira. Límbia não foi inventada. É a própria invenção." HERRMANN, F. (2002) A Infância de Adão e outras Ficções Freudianas. Casa do Psicólogo: São Paulo (p.34)