quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

DESCANSAÇO


Dois Mil e Dez está acabando... Estou cansado... Bom sinal!!!

Outro dia jantamos “comidinhas” no “Adega Santiago”. Em meio a chope e caipirinha, falamos dele. Ele que se foi em 2006 e deixou muita saudade. Muito apropriado falar dele entre chope e caipirinha – ele gostava disso... Foi bom... Comemoramos despretensiosamente com ele. Senti que o brilho de meu olhar não tinha me deixado.

Dois Mil e Dez está acabando... Comigo!!!

Redescobri a Psicanálise em três momentos maravilhosos.
Redescobri a Psicanálise assistindo “Valsa com Bashir”... Foi bom, muito bom!!!
Redescobri a Psicanálise na casa de Virgínia, em um mais que legítimo Sarau – desta vez, lembrou-me os que aconteciam na casa dele. Só tenho de agradecer aos amigos que tenho, pois “é disso que necessitam os homens, quando lhes pesa a circunstância”. Carmo Murano presenteou a Psicanálise com a ótima adaptação de Beckett - “Godot & Outros Becketts” foi mágico, realmente mágico.
Redescobri a Psicanálise no “Seminário de Leitura Assistida”, onde depois de um pouco mais de cem anos, pude ouvir Dora novamente – e quão interessante foi nosso encontro.

Dois Mil e Dez está acabando... Sinto saudades daquele meu olhar...

Às vezes, acredito que as férias de um analista servem para deixá-lo com saudades da sala de análise, das visitas e encontros com o Homem Psicanalítico.

A Psicanálise é uma espécie de praga: quando pega, não larga mais!!!

Dois Mil e Dez está acabando... Mas me sinto bem!!!

Sinto em ter de comunicar ao senhor, mas sua doença é grave!!! O senhor pegou um tipo de verme raro e, infelizmente, fatal!!! Chama-se Psicanálise: primeiro gruda na pele e vai fazendo buraquinhos – é a fase de incubação -, depois se deposita no interior do corpo e vai corroendo a alma do hospedeiro!!! Sugiro que tire umas férias, participe de algum churrasquinho com os amigos, assista um pouco de futebol, veja uma comédia ou romance hollywoodiano...

Dois Mil e Dez está acabando... Finalmente!!!